Homenagem

Frade pouco ortodoxo, vivia noutra cidade mas isso não importava porque estava presente, era querido por todos. A inteligência de um Doutoramento em Filosofia, com nota 20, não o impediu de manter a simplicidade. Ou então a sua inteligência não lhe permitia deixar de ser um homem simples. A sua estadia entre nós, marcada por episódios de comportamento bipolar, terminou hoje. Mas dele prefiro recordar que escrevia livros de poemas “Ao sabor das horas vagas”, tinha sempre uma graça na ponta da língua e, quando vinha cá a casa nos trazia, a mim e à minha irmã, duas esferográficas que guardavamos com carinho.  Um Homem a quem alguém se referiu, em jeito de homenagem póstuma, como “meu professor, e meu mestre” era definitivamente muito especial. Até sempre, tio Mindo.

flores1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s